quinta-feira, 4 de agosto de 2011 | 13:19 | 11 Comentários

Orgulho branco,orgulho hétero e orgulhomimimi

“Dignidade hétero”, este poderia ser o nome do vídeo de Izaías Júnior sobre o projeto de lei da Câmara de Vereadores de São Paulo, apresentado pelo vereador Carlos Apolinário (DEM), para instituição do Orgulho Hétero (ou seria orgulho homofóbico?).

Enquanto o projeto do vereador propõe “conscientizar e estimular a população a resguardar a moral e os bons costumes” (como se fossem verdades universais e absolutas) para que sejam evitados “excessos e privilégios” da comunidade gay (como se tivéssemos algum), o vídeo de Izaías Júnior propõe estimular o pensamento crítico e levar à reflexão sobre a importância de ações afirmativas para alguns grupos sociais e por que razão algumas propostas, como esta do orgulho hétero, afrontam estes grupos. Izaias chama héteros à reflexão e à dignidade: que tipo de gente quer orgulho hétero? Por que o orgulho LGBt incomoda tanto? Então, sabe aqueles vídeos que conseguem dizer muito em apenas 3 minutos? Este é um deles que o Gay1 recomenda, portanto, não deixe de assistir e divulgar!


É DE INTEIRA RESPONSABILIDADE DOS COLUNISTAS A EXPRESSÃO DE IDEIAS E OPINIOES VEICULADAS NESSE SITE!

11 comentários:

Equipe Diversidade Católica disse...

Sabe o que é melhor? O vídeo não é sobre o projeto de lei aprovado esta semana. Foi postado em 26/7... :-) Profético... e mais atual hoje do que nunca!

Abs!

Roberto Muniz Dias disse...

Por que institucionalizar o que já é uma realidade? Todos os dias vivemos e constatamos o dia do hétero. A língua portuguesa é hétero: os femininos se dobram para o masculino. Temos resistência com o Presidenta! Somos obrigados a ser cidadãos, sem ao menos nos tocar de que o mundo foi feito para os Homens. A mulheres sempre foram oprimidas na pela e na alma; os negros nem podiam ser considerados humanos; os gays doentes. E ainda hoje celebramos nossas idiosincrasias heteronormativas. Já parou para pensar? Insconscientemente, os gays masculinos devem ser do gênero masculino. Pensamos de uma certa forma obrigatoriamente hétero, senão somos rejeitados ou surpreendidos com lâmpadadas na cara.Sim, devemos celebrar o dia do hétero e reforçar o que Freud arguía em suas teorias heteronormatizantes. Desde este tempo sempre celebramos os homens. Por que então nao normatizar o que é óbvio? Somos todos os dias obrigados a sermos o que não somos. Bom sabermos nesse dia - memorável dia - que estaremos sempre celebrando a ignorância e a prevalência de um mundo que nos quer, aos moldes de Procusto, nos fazer adpatar a uma norma unívoca e opressora. Viva o dia da heterogeneidade. Ops, escrevi errado?

Wagner Nunes disse...

O mais interessante no vídeo é a questão do Izaías ser heterossexual e estar chamando atenção dos próprios heteros para essa basbaquice de “Orgulho” embora eu não tenha gostado muito de outro vídeo dele sobre o PLC122 temos que divulgar o trabalho, pois infelizmente quando somos nos (lgbts) que dizemos que isso tudo não é correto, alguns heteros não aceitam e nem ouvem o que temos a dizer, simplesmente porque não somos “iguais” a eles. Garanto que esse vídeo fez muita gente pensar sobre o assunto. Parabéns a Ivone por divulgar ainda mais esse OTIMO trabalho.

YON disse...

Perfeito o vídeo, muito bom e profético (como diz a Diversidade Católica).

Arney disse...

Mas discordo dele totalmente porque o que ocorre hoje é o contrario do que ele diz

Arney disse...

Discordo desse cara. Hoje nós homens, brancos, entre 35 a 60 anos gays inclusive, sobretudo pais, estamos sendo discriminados absurdamente com a Androfobia produto do machismo sexista e estamos sendo perseguidos, criminalizados e perdendo direitos minimos...

Isso não significa que mulheres, negros, gays etc não devam ter direitos e orgulho que eu defendo totalmente. Mas Luto pelo Dia dos Homens (inclusive homo) pra que tenham valor que hoje não são reconhecidos e estaõ sendo vitimas de forte androfobia

Antonia.. disse...

Antônia Feitosa...Gostei muito do vídeo,Parabéns Ivone Pita por mais um belo e esclarecedor trabalho,adorei....Bjos

Luciana Pereira disse...

Parabéns! Outro dia recebi um email chamado: "PRECONCEITO INVERTIDO", fundamentado nas ideias de IVES GANDRA DA SILVA MARTINS, cujo teor foi desvalorizar e enfraquecer a luta das minorias(indígenas, negros e homossexuais) Voei como uma onça sobre a remetente e respondi ao email assim:" Cara fulana, a Constituição da República se preocupou com todos, mas, principalmente, com os hipossuficietes, com as minorias e os marginalizados, veja:

"Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil, inciso III:

I - construir uma sociedade livre, justa e solidária;
II - garantir o desenvolvimento nacional;
III - erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;
IV - promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.

Os indígenas foram exterminados deste país quando ele foi "descoberto" pelos brancos portugueses;
Os negros africanos foram trazidos em navios negreiros, sujos, como animais e aqui foram escravizados, e, após a "alforria", foram jogados no mercado de trabalho sem saber ler, sem casa, sem educação, com a auto estima baixa.
Os homossexuais perderam vários cargos de direção, de presidência e chefia de empresas, etc, pelo simples fato de serem homossexuais...ENTÃO....avalie um pouco mais o seu posicionamento e veja se vc estivesse entres essas 3 categorias, vc teria chegado onde chegou.

Toda nação tem uma história, então , volte os seus olhos para a história de NOSSO PAÍS.:

A isonomia e exatamente isso: tratar os iguais, igualmente, e os desiguais na medida das suas desigualdades.A origem desses 3 grupos e o tratamento jurídico dado a eles até hoje, foi precário e injusto, assim como ocorreu com as mulheres, mas esse assunto é para mais tempo. Abs.

Joana disse...

Arney, em que sentido você sente o homem branco sendo discriminado?

lucila disse...

esclarecedor, objetivo, além de inteligente e humorado.

Lilly Queers disse...

que inteligente! maravilhoso!