quarta-feira, 5 de outubro de 2011 | 14:08 | 1 Comentários

Todo mundo gay no Facebook. E você?

Usuários criam evento na rede social – e também fora dela - para protestar contra as constantes agressões a LGBTs

Foto:    Reprodução
A página do evento no Facebook: número de participantes cresce rapidamente (Foto: Reprodução)
“Ponha uma foto de alguma personalidade gay no seu perfil, em protesto ao casal (meus amigos pessoais), que foi agredido covardemente em frente a um posto de gasolina na esquina da Fernando Albuquerque com a Bela Cintra, e ninguém fez nada para ajudá-los. Temos que acabar com essa tolerância à violência e com a intolerância quanto à orientação sexual das pessoas.” Com essa mensagem, a página Todo mundo Gay no Facebook (e sábado à noite) convida todos os usuários da rede a participarem de uma manifestação pacífica contra a homofobia e as constantes agressões que LGBTs vêm sofrendo na cidade de São Paulo e no Brasil.

Criada pelos designers William Cavagnolli, 27, e Cris Naumovs, 33, a página, que já tem mais de 2.000 confirmações, também convoca a todos para um evento fora da rede social. Marcado para sábado (8/10), às 23h30, (mesmo local e horário em que o casal Marcos Paulo Villa, de 32, e o companheiro dele, que pediu para não ser identificado, foram agredidos covardemente por dois homens no sábado, dia 1º de outubro, na região da Avenida Paulista).

Segundo Cavagnolli, amigo de uma das vítimas e idealizador do evento, essa é uma luta de todos. “Pessoas são pessoas, carinhosas, afetivas, perigosas, negativas. O fato de serem ou não homossexuais não afeta a sua personalidade. É por isso que, mesmo eu não sendo gay, resolvi abraçar essa causa, assim como devemos abraçar a causa de mulheres, crianças ou mendigos violentados. É só uma questão de cidadania. Essa luta é da sociedade e de quem está no poder também, como políticos, artistas, celebridades”, diz Cavagnolli.

Quer participar da manifestação contra a homofobia e a violência?
Confira os detalhes.


Todo mundo gay no Facebook (e no sábado à noite)
Dia: sábado (8/10), as 23h30
Local: Em frente ao Restaurante Mestiço (Rua Fernando de Albuquerque, 277)
Leve uma vela e faça 30 minutos de silêncio


É DE INTEIRA RESPONSABILIDADE DOS COLUNISTAS A EXPRESSÃO DE IDEIAS E OPINIOES VEICULADAS NESSE SITE!

1 comentários:

Anônimo disse...

Deveríamos começar a agredir heteros e dar início a uma guerra civil entre orientações sexuais.